domingo, 9 de maio de 2010

Simplesmente AMOR...


Amor... Sublime sentimento que nos permite flutuar entre as nuvens, caminhar entre as flores, levitar até o céu apenas com o pensamento. Sentimento que transforma um mar de sangue em um mar de rosas, uma chuva de lágrimas em orvalho. Sentimento que nos capacita a perdoar, que nos torna melhores apenas por possuir o dom de amar. Sentimento que nos enobrece e que ao mesmo tempo que nos alegra, nos entristece. Sentimento que atordoa e que faz tudo parecer com coisas boas. O mais nobre dos sentimentos que nasce a partir de uma amizade e que se transforma em ódio com imensa facilidade. Sentimento que por si só se faz companheiro. Sentimento que se manifesta através de várias palavras e que se faz presente na imensidão do silêncio. Sentimento que está em toda parte. Que transforma o ser humano em uma obra de arte. Que não se vê nem se toca, apenas se sente. Sentimento que invade seu coração e sua mente. Que se resume apenas em amor. Que se faz avassalador. Que alimenta seu coração e que destrói com a força de um furacão. Sentimento que alivia suas dores e que queima todo seu corpo com a fúria de um vulcão. Sentimento que confunde seus pensamentos com a mesma capacidade que tem para esclarecê-los. Que se mostra tão frágil e tão pequeno. Que com sua imensidão chega a causar horror.
Sentimento que se denomina simplesmente AMOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário